Páginas

sexta-feira, 1 de março de 2013

Celeiro da Vala Real






1657 - data provável de construção do edifício, pertencente à Casa do Infantado, criada em 1654 por D. João IV para o seu segundo filho, o infante D. Pedro; 1836 - o edifício passa para a Companhia das Lezírias do Tejo e Sado, a seguir à extinção da Casa do Infantado; 1910, 20 de Junho - criação da Companhia das Lezírias do Tejo; 1975, 13 de Novembro - nacionalização da Companhia das Lezírias; 1997, 1 de Junho - protocolo de cedência de espaço entre a Companhia das Lezírias e a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos.


Celeiro situado junto à vala de ligação ao Tejo, para secagem e armazenagem de cereais;  
O edifício fez parte do conjunto edificado pertencente à Casa do Infantado *5.

Neste edifício, secavam-se e guardavam-se cereais, ainda existindo o enorme mecanismo de secagem de arroz, e era no mesmo edifício que pernoitavam os trabalhadores que se deslocavam de outros pontos do país para trabalhar nos campos